Funcional

Nos dias atuais enquanto muitos pacientes se beneficiam das cirurgias plásticas em busca do visual perfeito, outros podem ser ajudados somente com o uso da odontologia estética. Afinal de contas, seu sorriso é uma das partes mais importantes do seu rosto. Se seu sorriso for atraente e saudável, ele é capaz de tirar anos de sua expressão facial.Por outro lado, se seu sorriso estiver com aparência de desgastado, descolorado, quebrado ou com ausência de dentes, você parecerá mais velho do que realmente é, e nenhuma cirurgia plástica poderá alterar isso.

Seu sorriso ficará mais jovem através da odontologia estética. Hoje existem técnicas de excelente custo/benefício, tais como: clareamento dental ou resina adesiva (que podem substituir restaurações antigas), e que tem ótimos resultados, e podem ser feitas na maioria das vezes em uma única sessão.

Nos últimos 20 anos, o número de pacientes adultos em tratamento ortodôntico cresceu de forma exponencial. Hoje, cerca de 20% dos pacientes em tratamento, são adultos.

A faixa etária não é um fator limitante do tratamento ortodôntico, pois os dentes podem ser movimentados em todas as idades. Entretanto, a abordagem deve ser direcionada e diferenciada, não por motivos mecânicos, mas sim por motivos biológicos, sociais e psicológicos.

A ortodontia é o tratamento ideal para manter os dentes alinhados com aspecto natural, corrigindo dentes mal posicionados ou tortos.

Um sorriso alinhado em uma face harmoniosa tem impacto na convivência social e na aceitação do indivíduo pelos seus pares, pois é desta forma que as pessoas trocam as primeiras impressões entre si.

Se você perdeu os dentes por trauma ou doença periodontal, saiba que seu caso pode ter solução. Através da odontologia avançada é possível recuperá-los. Um dos avanços mais empolgantes da odontologia é o implante dentário. O dente implantado tem aparência natural, e é uma forma segura de restaurar ou substituir o dente ausente de forma permanente e segura, permitindo ao paciente que não podia mastigar há anos reconquistar a capacidade mastigatória de sua juventude.

Mesmo se você não tiver osso suficiente para a sustentação dos implantes, em muitos casos é possível utilizar o enxerto ósseo para restaurar o osso, e então, colocar os implantes.


Você pode ter dentes naturais alinhados e bonitos, mas se suas gengivas estiverem com um aspecto avermelhado, inchado ou sangrando, o sucesso do seu sorriso estará comprometido, pois fica evidente que a saúde da sua boca está deficiente.

Na maioria dos casos estes sintomas são acompanhados de mau hálito, um dos principais fatores de constrangimento por parte das pessoas quando conversam com alguém.

Em casos mais avançados, a doença periodontal pode levar à retração das gengivas e consequente destruição do osso, trazendo à mobilidade do dente e a consequente perda do mesmo, acarretando desta forma a necessidade de procedimentos mais invasivos, doloridos e demorados.

A proliferação de bactérias e seus subprodutos na superfície dos dentes normalmente são conhecidos como placa bacteriana. Quando esta placa permanece por muito tempo na boca, os minerais da saliva provocam seu endurecimento, formando o tártaro. O acúmulo da placa ou do tártaro podem levar a doença periodontal, e desta forma mostra-se crucial a remoção deste material em intervalos regulares.

Normalmente, pacientes com doença endodôntica costumam queixar-se de uma dor aguda insuportável. Esta dor se dá pelo processo de inflamação, devido à compressão do tecido nervoso causada pelo edema na polpa coronária.

O tratamento endodôntico ou popularmente conhecido como tratamento de canal, está indicado para situações onde o sistema de canais radiculares e dos tecidos periapicais dos dentes está alterado. Estas alterações podem ocorrer por diversos motivos tais como: cárie, fraturas dentárias, trauma dentário e lesões endo-periodontais. Este tipo de tratamento visa a manutenção do dente na cavidade bucal, assim como a saúde dos tecidos periapicais.

O tratamento de canal comumente conhecido; consiste em despolpar totalmente o dente, higienizar as paredes internas e a luz dos canais, modelar e selar, de modo o mais hermético possível o sistema de canais radiculares.

A pulpectomia é considerada um procedimento complexo, onde tamanho do campo operatório, o comprimento do dente, a anatomia de canais radiculares e a fadiga dos instrumentos de corte contribuem para as dificuldades deste procedimento.

Em alguns casos o procedimento cirúrgico é indicado tendo em vista falhas em tratamentos anteriores, perfurações acidentais, presença de lesões que não respondem aos tratamentos convencionais.

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

não perca mais nenhuma novidade da Precisa Odontologia

×
Ola!
Como posso te ajudar?